Lisboa | JF Alvalade coloca armadilhas contra a lagarta do pinheiro

A Junta de Freguesia de Alvalade, em Lisboa, promoveu a colocação de armadilhas iscadas destinadas ao combate à processionária do pinheiro. Esta operação teve início nas árvores localizadas junto às escolas da freguesia e foi depois alargada a outros pontos do território, incluindo ao Parque José Gomes Ferreira.

As referidas armadilhas possuem no seu interior uma feromona sexual que funciona como um isco, atraindo as borboletas macho da processionária do pinheiro. Ao capturar-se o macho na armadilha evita-se o seu acasalamento com várias fêmeas e, consequentemente, a postura de milhares de ovos.

Ao longo do ano, a Junta de Freguesia recorre a vários métodos de controlo da lagarta do pinheiro, sendo constante o trabalho de monitorização da situação, por questões de saúde pública.

Artigos relacionados

Proposta do PAN para animais serem permitidos em restaurantes debatida em outubro

A proposta do Pessoas Animais Natureza (PAN) para a lei passar a permitir a entrada de animais em todas as lojas, incluindo restauração, vai ser debatida no parlamento no início de outubro.

Venda de cães e gatos de criação em lojas de animais é agora proibida em São Francisco

O objetivo desta medida, aprovada pelo Conselho de Supervisores, é terminar com a criação de cães e gatos considerada “inumana”.

Grupo de ativistas salva mais de mil animais da morte no Festival de Carne de Cão

Um grupo de ativistas salvou mais de mil animais de serem mortos no Festival de Carne de Cão, que todos os anos mata, na China, mais de 20 milhões de cães e de quatro milhões de gatos para consumo humano.