Já conhece a Campanha “Quebrar o Silêncio”?

Já conhece a Campanha “Quebrar o Silêncio”?

Nos fins-de-semana de agosto e setembro, conheça a Campanha de Conservação “Quebrar o Silêncio” com o Jardim Zoológico, que tem como foco as aves, em particular, as aves de canto do Sudeste Asiático.

Até setembro, os fins de semana passados no Jardim Zoológico vão desafiar os seus visitantes a participarem em imperdíveis workshops, no âmbito da campanha de conservação “Quebra o Silêncio”.

Esta campanha, lançada pela EAZA (Associação Europeia de Zoos e Aquários), tem como foco as aves e, em particular, as aves de canto do Sudeste Asiático, tendo como objetivo primordial consciencializar para a eminente extinção de várias espécies de aves de canto, procurando criar condições que tornem possível a sua futura reintrodução no habitat natural.

Segundo dados das Nações Unidas e da INTERPOL, o tráfico de animais selvagens é o 4º negócio ilegal mais lucrativo do mundo, representando cerca de 223 mil milhões de euros anuais, e as aves são o seu principal alvo de transação. As aves de canto têm sofrido não só de captura excessiva para o comércio de aves exóticas, mas também para a participação em competições de canto, para a utilização na medicina tradicional e até como alimento. A nível mundial, a Indonésia é o local com maior número de espécies endémicas e cerca de 850 espécies diferentes de aves, sendo reconhecida como umhotspot de biodiversidade e como habitat de uma das taxas mais elevadas de aves ameaçadas de extinção no mundo.

O Jardim Zoológico junta-se a esta Campanha e propõe aos seus visitantes “voarem” por diversas atividades pedagógicas, de forma gratuita. Explore o mundo da criatividade no workshop “Dê Asas à Imaginação”, onde os participantes vão poder criar binóculos em material reciclado e origamis com a silhueta de um Mainá-do-bali (a ave canora que pode conhecer no Jardim Zoológico, como embaixadora da Campanha). Envolva-se no Laboratório Interativo “Aves em 3D” e conheça a anatomia, bem como as características das aves, através de um programa a 3 dimensões. Ou dê azo à sua faceta artística no Atelier de Desenho “Dê vida à Floresta”, onde poderá observar aves de “(A)belharuco a (Z)arro”. Estas e tantas outras surpresas estão reservadas e vão permitir que os visitantes desenvolvam os seus conhecimentos sobre aves e o respeito pela natureza.

Neste verão, celebre a biodiversidade em família no Jardim Zoológico e contribua para “cantar aos sete ventos”, sobre a necessidade premente de conservar as aves de canto.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
» Zoo de Lagos associa-se à Campanha “Floresta Silenciosa”

Artigos relacionados

Mulher alimentava píton com crias de cães e gatos mas já está a ser investigada

A Guarda Civil espanhola instaurou um processo contra uma jovem de Granada, em Espanha, por alimentar uma cobra píton com crias de cães e gatos.

Indonésia | Orangotango morre após ser atingido 130 vezes com arma de pressão de ar

Quatro homens e uma criança foram detidos por ferirem um orangotango, na ilha de Bornéu, Indonésia, que acabou por morrer depois de ter sido atingido cerca de 130 vezes com uma arma de pressão de ar.

Dia dos Namorados e “Dia de Darwin” no Fluviário de Mora

​De 11 a 14 de fevereiro, o Fluviário de Mora tem presente diversas atividades temáticas que assinalam o “Dia de Darwin” e o “Dia dos Namorados”, na Sala de Aula e nas galerias expositivas.