Grupo de ativistas salva mais de mil animais da morte no Festival de Carne de Cão

Grupo de ativistas salva mais de mil animais da morte no Festival de Carne de Cão

Um grupo de ativistas salvou mais de mil animais de serem mortos no Festival de Carne de Cão, que todos os anos mata, na China, mais de 20 milhões de cães e de quatro milhões de gatos para consumo humano.

Tudo aconteceu um dia antes da realização do festival, com o grupo a tomar de assalto um camião que transportava mais de mil cães e gatos e seguia em direção a um matadouro.

O objetivo do grupo de ativistas foi recordar que o consumo de carne animal não acontece apenas durante o festival, uma vez que o camião se dirigia para outro local e não para o evento.

Um dos elementos do grupo de 100 ativistas, Peter Li, admitiu mesmo que este foi um dos maiores resgates até ao momento. Para resgatarem os animais, houve quem negociasse com o condutor do camião e com a polícia e ainda quem providenciasse suporte de vida e cuidados básicos aos cães e gatos transportados, que estavam em claras dificuldades.

Artigos relacionados

EUA | Três homens arrastam tubarão a alta velocidade e são acusados de crueldade animal

Três homens norte-americanos surgiram num vídeo a arrastar um tubarão preso a uma lancha e são agora acusados de crueldade animal.

Royal Canin promove Shelter Convention

A Royal Canin organiza o primeiro encontro de Associações de Proteção de cães e gatos – Shelter Convention Iberia 2016.

Jovem de 25 anos encontrado morto dentro de uma cobra na Indonésia

Um homem que estava desaparecido desde domingo na ilha Celebes de Sulawesi, Indonésia, foi encontrado morto dentro de uma píton, com sete metros de comprimento.