Grupo de ativistas salva mais de mil animais da morte no Festival de Carne de Cão

Grupo de ativistas salva mais de mil animais da morte no Festival de Carne de Cão

Um grupo de ativistas salvou mais de mil animais de serem mortos no Festival de Carne de Cão, que todos os anos mata, na China, mais de 20 milhões de cães e de quatro milhões de gatos para consumo humano.

Tudo aconteceu um dia antes da realização do festival, com o grupo a tomar de assalto um camião que transportava mais de mil cães e gatos e seguia em direção a um matadouro.

O objetivo do grupo de ativistas foi recordar que o consumo de carne animal não acontece apenas durante o festival, uma vez que o camião se dirigia para outro local e não para o evento.

Um dos elementos do grupo de 100 ativistas, Peter Li, admitiu mesmo que este foi um dos maiores resgates até ao momento. Para resgatarem os animais, houve quem negociasse com o condutor do camião e com a polícia e ainda quem providenciasse suporte de vida e cuidados básicos aos cães e gatos transportados, que estavam em claras dificuldades.

Artigos relacionados

Dona e o seu hamster numa ida ao veterinário… insólita

Segundo conta o ‘The Mirror’, uma rapariga decidiu levar o seu hamster ao veterinário porque o animal não se mexia. A razão é, no mínimo, insólita.

Braga | Nova viatura de emergência médico-veterinária

Desde o dia 1 junho que o Município de Braga dispõe de uma viatura de emergência médico-veterinária para a recolha e transporte de animais acidentados.

Vila Franca de Xira | Campanha para adoção de animais

O município de Vila Franca de Xira lançou uma campanha por todo o concelho visando a sensibilização da população para a adoção responsável de animais de estimação.