Governo transfere competências para Câmaras na Saúde Animal

Governo transfere competências para Câmaras na Saúde Animal

O Conselho de Ministros aprovou a 20 de setembro um conjunto de quatro diplomas que vêm complementar o pacote de medidas apresentado no âmbito do processo de transferência de competências para as autarquias locais e para as entidades inter-municipais previsto na Lei-Quadro da Descentralização, publicada a 16 de agosto.

“Concretizando os princípios da subsidiariedade, da descentralização administrativa e da autonomia do poder local, é agora estabelecida a transferência de competências no que respeita aos domínios da protecção civil, da protecção e saúde animal e segurança dos alimentos, da habitação e das estruturas de atendimento ao cidadão”, refere o comunicado do Conselho de Ministros.

Processo de transferência de competências gradual

Adianta o Executivo que o processo de transferência de competências aprovado “é gradual, na linha do que já prevê a Lei-Quadro da Descentralização, podendo as autarquias locais assumir as novas competências de forma faseada até 2021”.

Segundo o mesmo comunicado, “após um processo de consensualização” com a Associação Nacional de Municípios Portugueses e com a Associação Nacional de Freguesias, este segundo pacote de diplomas abrange os seguintes domínios:

» Na protecção civil, define-se o enquadramento institucional e operacional no âmbito autárquico, estabelece a organização dos serviços municipais de protecção civil e cria o centro de coordenação operacional municipal e o coordenador municipal de protecção civil;

» Ao nível da protecção e saúde animal e da segurança alimentar, passa a caber aos municípios o exercício de poderes em matéria de exploração pecuária, veterinária e segurança alimentar;

» Na habitação, procede-se à transferência das competências referentes à gestão de programas de apoio ao arrendamento e à reabilitação urbana, assim como à propriedade e gestão dos bens imóveis destinados a habitação social que integram o parque habitacional da administração do Estado;

» Ao nível do atendimento ao cidadão, transfere-se para os municípios as competências de instalação e a gestão de Lojas de Cidadão e Espaços Cidadão, dos Gabinetes de Apoio aos Emigrantes e dos Centros Locais de Apoio e Integração de Migrantes, e para as freguesias as competências para a instalação e a gestão de Espaços Cidadão.

Refira-se que o Município de Silves foi dos primeiros a rejeitar esta transferência de novas competências.

Fonte: Agricultura e Mar Actual

Artigos relacionados

Certificação de treinadores de cães perigosos e potencialmente perigosos

A DGAV informa que estão abertas as inscrições para o 1º Curso do Sistema de Avaliação para Certificação de Treinadores de Cães Perigosos ou Potencialmente Perigosos (SACT), a realizar na semana de 19 a 22 de setembro.

Circos com animais selvagens vão ser proibidos a partir de 2020 em Inglaterra

Segundo anunciaram as autoridades inglesas, esta decisão foi tomada devido às denúncias de maus-tratos e negligência para com os animais de circo.

Espanha | Município em Múrcia proíbe passear com cães em 6 praias

Várias práticas vão ser limitadas e, em alguns casos, proibidas em seis praias do município espanhol de San Pedro del Pinatar, na província de Múrcia, Espanha, entre as quais passear com os cães.