Governo transfere competências para Câmaras na Saúde Animal

Governo transfere competências para Câmaras na Saúde Animal

O Conselho de Ministros aprovou a 20 de setembro um conjunto de quatro diplomas que vêm complementar o pacote de medidas apresentado no âmbito do processo de transferência de competências para as autarquias locais e para as entidades inter-municipais previsto na Lei-Quadro da Descentralização, publicada a 16 de agosto.

“Concretizando os princípios da subsidiariedade, da descentralização administrativa e da autonomia do poder local, é agora estabelecida a transferência de competências no que respeita aos domínios da protecção civil, da protecção e saúde animal e segurança dos alimentos, da habitação e das estruturas de atendimento ao cidadão”, refere o comunicado do Conselho de Ministros.

Processo de transferência de competências gradual

Adianta o Executivo que o processo de transferência de competências aprovado “é gradual, na linha do que já prevê a Lei-Quadro da Descentralização, podendo as autarquias locais assumir as novas competências de forma faseada até 2021”.

Segundo o mesmo comunicado, “após um processo de consensualização” com a Associação Nacional de Municípios Portugueses e com a Associação Nacional de Freguesias, este segundo pacote de diplomas abrange os seguintes domínios:

» Na protecção civil, define-se o enquadramento institucional e operacional no âmbito autárquico, estabelece a organização dos serviços municipais de protecção civil e cria o centro de coordenação operacional municipal e o coordenador municipal de protecção civil;

» Ao nível da protecção e saúde animal e da segurança alimentar, passa a caber aos municípios o exercício de poderes em matéria de exploração pecuária, veterinária e segurança alimentar;

» Na habitação, procede-se à transferência das competências referentes à gestão de programas de apoio ao arrendamento e à reabilitação urbana, assim como à propriedade e gestão dos bens imóveis destinados a habitação social que integram o parque habitacional da administração do Estado;

» Ao nível do atendimento ao cidadão, transfere-se para os municípios as competências de instalação e a gestão de Lojas de Cidadão e Espaços Cidadão, dos Gabinetes de Apoio aos Emigrantes e dos Centros Locais de Apoio e Integração de Migrantes, e para as freguesias as competências para a instalação e a gestão de Espaços Cidadão.

Refira-se que o Município de Silves foi dos primeiros a rejeitar esta transferência de novas competências.

Fonte: Agricultura e Mar Actual

Artigos relacionados

Veterinários Portugueses vão a África vacinar Animais

A Associação Veterinários sem Fronteiras Portugal está a promover a “Semana da Vacinação para África”, para angariar fundos para a promoção de vacinação animal em países em desenvolvimento.

Jacaré de grandes dimensões invade campo de golfe com jogadores por perto

Um jacaré entrou num campo de golfe em Kiawah Island, na Carolina do Sul, EUA, e chegou a estar muito próximo de alguns jogadores que estavam na proximidade.

Ato Médico-Veterinário aprovado na Assembleia da República

O Conselho Diretivo da Ordem dos Médicos Veterinários informou que foram aprovados em reunião Plenária na Assembleia da República os Projetos de Lei que definem os Atos Próprios dos Médicos Veterinários, e o que pode ser feito e praticado pelos técnicos ligados ao setor.