Famalicão | Município cria cheque-veterinário para ajudar famílias carenciadas

Famalicão | Município cria cheque-veterinário para ajudar famílias carenciadas

As famílias de Famalicão, que tenham cães ou gatos, mas não sem condições financeiras para os tratamentos médico-veterinários, vão ter acesso a um cheque-veterinário.

Esta iniciativa foi criada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão em parceria com a Ordem dos Médicos Veterinários, aprovada pelo executivo municipal na última reunião, com o intuito de ajudar as famílias carenciadas do concelho que não têm condições para cuidar da saúde dos seus animais e, simultaneamente, para incentivar a adoção de animais.

Segundo o website da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, Presidente da Câmara, diz que o “abandono e maus-tratos aos animais combatem-se criando condições às famílias para conseguirem manter os seus animais em casa”.

Esta medida abrange também as pessoas que adotarem animais no Centro de Recolha Oficial (CRO) de Famalicão, nomeadamente na vacinação, desparasitação, esterilização e outros tratamentos e urgências 24 horas.

A esta parceria juntaram-se já dez clínicas veterinárias do Concelho e, paralelamente a este projeto, está a decorrer uma campanha de vacinação antirrábica e identificação eletrónica de cães e gatos no concelho, através dos Serviços Veterinários da Câmara Municipal.

Fonte: Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

Artigos relacionados

Marco de Canaveses | Procura-se quem fez esta atrocidade!

Conheça a história da Estrela, cuja fotografia chocou Portugal, pois foi encontrada com uma foice enfiada no corpo em Marco de Canaveses.

Colaboração da OMV às populações afetadas pelos incêndios

A Ordem dos Médicos Veterinários criou um email solidário para os Colegas que pretendam manifestar a sua disponibilidade para ajudar.

Reino Unido | Resgate de 30 cães que viviam em condições deploráveis

Vencedora da competição de Flyball na Crufts 2014, proibida de ter cães para o resto da vida, após apreensão de 30 cães, 2 gatos e 2 papagaios que viviam presos em espaços muito pequenos e sem condições.