Exercícios Operacionais de Busca e Salvamento em Sintra

Numa organização A.R.C. – Associação Resgate Cinotécnico, com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Colares, irão realizar-se de 28 a 30 de setembro, no concelho de Sintra, os 6º Exercícios Operacionais de Busca e Salvamento de Sintra (EOS 2018).

A A.R.C., fundada em 2008, é uma associação humanitária sem fins lucrativos composta exclusivamente por voluntários que se dedicam ao treino de cães para detectarem tanto vítimas soterradas em escombros como perdidas em grandes áreas. São inúmeras as operações de socorro em que os seus cães estão aptos a intervir, tais como: abalos sísmicos, desabamentos de terras, colapsamento de edifícios, acidentes em obras de construção, explosões, pessoas que se perdem durante passeios pedestres, etc.

Em 2017, estiveram presentes aproximadamente 65 participantes (perfazendo 28 binómios), de nove equipas cinotécnicas (oficiais e civis, nacionais e espanholas) e os exercícios tiveram a duração total de 25 horas no terreno, em ambiente operacional, com um total de 50.000 m2 de área batida. Estes valores são indicadores da envergadura deste evento anual e do grau de exigência a que são submetidas as equipas participantes.

Este ano, a A.R.C. estará envolvida na organização da 6ª edição dos Exercícios Operacionais de Busca e Salvamento de Sintra (EOS 2018), contando com cerca de 70 participantes.

À semelhança de edições anteriores, prevê-se a participação de várias equipas de busca e salvamento caninas oficiais e civis, estando já confirmada a presença do Grupo Operacional Cinotécnico da PSP, Grupo de Intervenção Cinotécnico da GNR, do Núcleo Cinotécnico do Corpo de Fuzileiros e da Secção de Cães de Guerra das Tropas Pára-quedistas Portuguesas, assim como de equipas de busca e salvamento com cães pertencentes a várias corporações de bombeiros nacionais.

No primeiro dia, 28 de setembro, pelas 20h00 terá lugar a receção e instalação das equipas, no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Colares, seguidas de briefing às equipas participantes, que antecederá os trabalhos noturnos de busca, que terão início pelas 23h00. O sábado, dia 29 de setembro, será igualmente preenchido com exercícios de busca e salvamento em regime non-stop. No último dia, 30 de setembro, a partir das 9h00 decorrerá um simulacro, seguindo-se um almoço convívio, por volta das 14h30, com entrega dos certificados de participação.

Artigos relacionados

Curso de Intervenções Assistidas por Animais

A Ânimas vai iniciar no final de março uma ação de formação de Duplas para Intervenções Assistidas por Animais (IAA), para a admissão das Duplas será feita uma entrevista ao Tutor e um exame de temperamento ao cão, no dia 24 de março.

Estrume de elefantes e vacas pode servir para fazer papel

O estrume de animais como elefantes ou vacas pode ser uma excelente fonte de celulose para fazer produtos de papel, mais baratos e uma forma ambientalmente limpa de acabar com os detritos.

Ladrão devolve cavalo a criança de 5 anos com deficiência no sangue e no coração

Um menino de 5 anos com uma deficiência no sangue e no coração, o Kaio, ficou sem o seu cavalo Flecha em Cubatão, no Brasil, mas não por muito tempo.