Edição nº 251 – Abril 2018

Cães Seniores
Esta edição é dedicada aos mais velhotes, pois com o passar dos anos as suas capacidades e necessidades vão mudando, e é importante os donos estarem informados para lhe proporcionarem bem-estar nesta fase da sua vida.
Damos também vários conselhos para atrasar o declínio cognitivo, pois o aparecimento de sintomas relacionados com a idade podem ser retardados com um estilo de vida físico e mental saudável e estimulante.

Pug ou Carlin
O pequeno chinês que conquistou o mundo
O Pug tem todo o fascínio de um cão grande em miniatura e destaca-se pela sua aparência diferente, com máscara negra, realçada pelos olhos proeminentes, escuros e brilhantes e uma expressão doce, mas enigmática para os seus pares.

Disfunção Cognitiva Canina
Um problema pouco conhecido por muitas pessoas, frequentemente descartado como “sinais de velhice”, são os problemas cognitivos, com sintomas semelhantes à demência ou Alzheimer humano. É a chamada Disfunção Cognitiva Canina.

Quem pensa, seus males espanta
Chegar aos anos dourados não é razão para descurar um estilo de vida saudável e uma atividade mental produtiva. Manter o cérebro ocupado ajuda a atrasar o declínio cognitivo o comportamento de cão velho – e o cão e dono andarão bem mais felizes!

Cão Juris: A Arca de Noé
Foi, no passado dia 25 de janeiro publicado no Diário da República nº 18/2018 a Resolução da Assembleia da República nº 20/2018, que recomendou ao Governo a criação de um grupo de trabalho para prevenir e lidar com os casos da “Síndrome de Noé”.

O que é importante durante o passeio do cão
Ao admitirmos a companhia deste fiel amigo na nossa vida, na nossa casa, na nossa rotina, não podemos esquecer básicos tão importantes como bons passeios à rua, de modo a colmatar as suas necessidades como ser vivo e senciente, e prevenir comportamentos inadequados. Afinal, quem é que não gosta de sair de casa, dar uma corrida na praia ou ir até a uma esplanada?

Treino: Cães idosos cheios de vida
Cada vez mais os cães vivem mais anos e com possibilidade de uma velhice melhor, sendo que muitos cães idosos ainda são joviais e cheios de vida, com necessidade de serem estimulados física e mentalmente. Apesar de serem consideravelmente mais sossegados do que cães mais novos isso não é desculpa para não os exercitar, tendo sempre em mente, como é óbvio, os vários cuidados que devemos ter uma vez que eles se magoam mais facilmente.

Quando o nosso companheiro parte
A dor da perda do nosso animal de companhia é tão intensa como se perdêssemos um familiar ou amigo. Durante anos habituamo-nos a ter por perto o nosso cão ou gato, que como uma sombra, acompanhava os nossos passos pela casa.

Alimentação natural em Cães Seniores
Algumas sugestões de alimentos que promovem a longevidade do animal, que num animal sénior saudável devem ser os alimentos dados em primazia.

As 10 razões mais comuns para os cães terem nós
Ter um animal de pelo comprido só é bonito se o pelo for bem cuidado. Siga estes 10 conselhos e mantenha a pelagem do seu cão sempre impecável.

Está com o cio!
Como identificar e o que fazer

Um dia olhamos para a nossa cadelinha e percebemos que está a crescer. Quando a deixamos brincar no parque com outros cães começamos a ter dúvidas: Os machos não estão a ser demasiado amigáveis? Devia vigiá-la? É possível que esteja com o cio? Como podemos saber? Sobretudo se nunca tivemos uma cadela, é normal ter dúvidas sobre como gerir a questão do cio e prevenir uma gravidez indesejada.

Veterinária: Geriatria
Eles simplesmente não vivem o tempo suficiente
Com o passar dos anos, é facilmente percetível o aumento do número de cães geriátricos nos nossos lares. Não só devido aos progressos da medicina veterinária, mas também à consciencialização e aumento dos cuidados dados por parte dos tutores. Estes, conscientes de que com a idade vêm cuidados redobrados, não descuidam a saúde do seu cão.

Quais as necessidades nutricionais do seu gato?
Uma alimentação inadequada pode causar problemas severos, enquanto escolhas nutricionais corretas têm impacto na qualidade de vida, saúde e longevidade do seu gato. Durante a sua vida o gato passa por diversas etapas e cada uma delas tem diferentes necessidades e especificidades relacionadas com a alimentação.

Dica Felina: Como? Porquê? E onde?
A primeira de um conjunto de três dicas que pretende responder às perguntas mais frequentes dos tutores nas consultas. Em abril, respondemos às questões: Como dar um comprimido? Como cortar as unhas? E como saber que o nosso gato está doente?

Artigos relacionados

Edição nº 255 – Agosto 2018

Na edição de agosto saiba a que praias pode levar o seu cão, aprenda a fazer deliciosos gelados, leia as nossas ideias para treinos divertidos nas férias, aprenda a reconhecer um golpe de calor, entre outros artigos…

Edição nº 256 – Setembro 2018

Crianças & Animais de companhia – Desde a gravidez à chegada do bebé a casa, passando por ensinar a criança a conviver e respeitar os animais, e quais os benefícios mútuos desta convivência. Abordamos ainda o tema polémico das alergias a animais de companhia.

Edição nº 236 – Janeiro 2017

Em janeiro temos o pequeno, mas de origens imperiais, Pequinês. Facilmente reconhecido pelo seu nariz achatado e andar bamboleante. E o imponente Cane Corso que nos dias de hoje está diretamente ligado à família, tanto na guarda da habitação como na guarda das crianças.
Nos artigos dedicados aos gatos explicamos como podemos estimular o seu comportamento de caça e a busca pelo alimento em casa, aumentando o nível de atividade e de exercício do nosso gato, com a simples opção de retirar a taça da comida.