Ordem dos Médicos Veterinários ajuda a repovoar com animais zonas afetadas pelos incêndios na região centro

Ordem dos Médicos Veterinários ajuda a repovoar com animais zonas afetadas pelos incêndios na região centro

No próximo dia 16 de fevereiro, sexta-feira, a Ordem dos Médicos Veterinários estará em Pedrógão Grande para celebrar um protocolo com a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia da região para ajudar ao repovoamento desta zona, fortemente afetada pelos trágicos incêndios do ano passado e onde se verificou a morte de uma grande parte do efetivo pecuário, para além da destruição das instalações e zonas de pasto. À celebração do protocolo, seguir-se-á uma visita por parte do Bastonário da OMV, Jorge Cid, a algumas das explorações agrícolas que foram gravemente atingidas e cujo efetivo animal sofreu perdas drásticas.

Este protocolo visa apoiar os pequenos e médios agricultores através da doação de ruminantes e da construção de zonas de acolhimento para estes animais.

Pelas 15h00, no Conselho Regional do Centro, em Coimbra, serão assinados mais dois protocolos. Um com a Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela (ANCOSE), local onde se estima que se tenham perdido cerca de 8 000 ruminantes, colocando em risco o património genético da raça de Ovinos da Serra da Estrela, e outro com a Associação Agropecuária de Vale de Besteiros (AAPVB), destinado a repovoar as zonas de Tondela, Santa Comba Dão, Mortágua e Penacova, onde se estima que tenham morrido cerca de 1 600 ovinos.

Estes protocolos resultam da aplicação da verba recolhida pela conta bancária solidária da Ordem, com vista ao auxílio dos animais afetados pelos incêndios ocorridos em 2017.

Artigos relacionados

Rapaz faz “cadeira de rodas” para peixe que sofre de doença

Derek, um rapaz que trabalha numa loja de animais em San António, nos Estados Unidos, criou uma espécie de “cadeira de rodas” para um peixe dourado que sofre de uma doença na barbatana.

Oito cães recém-nascidos encontrados no lixo em Santo Tirso

A Associação dos Amigos dos Animais de Santo Tirso, que fez a denúncia, pede ajuda através do Facebook, querendo encontrar uma mãe adotiva para os cães.

Dona e o seu hamster numa ida ao veterinário… insólita

Segundo conta o ‘The Mirror’, uma rapariga decidiu levar o seu hamster ao veterinário porque o animal não se mexia. A razão é, no mínimo, insólita.