Ohio | Partiu o vidro para salvar cães e foi multado

Desde 2016 que a lei (Senate Bill 215) defende aqueles que agem para salvar crianças e animais de estimação abandonados dentro de veículos, estacionados ao sol. No entanto, a polícia multou quem o fez. 

Num sábado à tarde, no Ohio, sob uma temperatura de apenas 24ºC, estavam fechados dois cães num carro com apenas uma fresta no tecto de abrir. Richard Hill viu esta situação e decidiu fazer alguma coisa.

De acordo com o Observador, já havia várias pessoas à volta do carro que, inclusive, já tinham chamado a polícia, mas Richard, decidiu partir o vidro do carro, porque a situação era assustadora: um cão movimentava-se de um lado para o outro, e o outro estava prostrado e mal se mexia. Como Richard Hill é pedreiro, foi buscar à sua carrinha um martelo, para partir o vidro, e salvar estes dois cães.

Depois disto, a polícia chegou ao local, bem como a dona dos cães, que havia ido ao supermercado. O sargento Dan Ciryak resolveu multar Richard Hill, acusando-o de ter danificado propriedade alheia. Segundo o agente, uma vez chamada a polícia e tendo os populares sido informados que as autoridades estavam a caminho, Richard Hill não devia ter avançado com a quebra do vidro e libertação dos cães.

Amanhã irá ser presente a tribunal.

Fonte: Observador

Artigos relacionados

Esposende apresenta duas praias para animais de companhia

O Município de Esposende apresentou esta semana as duas praias para permanência e circulação de animais de companhia, no âmbito do Plano Estratégico Municipal de Promoção do Bem-Estar Animal.

Bayer lança Facebook de SERESTO®

A Bayer lançou a página de Facebook de Seresto®, que promete transmitir conselhos sobre os melhores cuidados a dar aos cães e gatos.

AR discute permissão para animais de companhia em espaços de restauração

A Assembleia da República discute na quarta-feira iniciativas do PAN, do BE e do PEV para possibilitar a entrada de animais de estimação nos estabelecimentos de restauração, além dos cães de companhia já permitidos por lei.