Molly, a cadela que mudou de sexo

Uma cadela foi submetida a uma intervenção cirúrgica de mudança de sexo na Escócia. Foi batizada de Molly, é de raça Jack Russell Terrier e tinha órgãos sexuais femininos, mas parte do seu aparelho reprodutor era masculino, tendo sido diagnosticada pelo veterinário com hermafroditismo.

Os donos da cadela acharam estranho o facto de a Molly levantar sempre a pata para urinar. Por isso, a Molly fez uma cirurgia e tornou-se na segunda cadela a ser submetida a uma operação de mudança de sexo na Escócia em 10 anos.

A intervenção cirúrgica da Molly decorreu em junho de 2016 no Hospital Roundhouse da Pets’n’Vets Family, na cidade de Glasgow. A cadela ficou sem a genitália feminina e, hoje, com 18 meses, Mary e Frank, um casal escocês, diz ser um cão mais feliz.

Os donos admitiram ainda que pensaram em alterar o nome da Molly para Olly, mas ao ‘Dauly Mail’ confessaram que “ela seria sempre Molly para nós”.

Artigos relacionados

Há um rinoceronte à procura de companheira no Tinder

No Quénia, último rinoceronte branco macho procura companheira para acasalar na App Tinder.

Intermarché lança nova plataforma de adoção de animais

O Intermarché lançou, em pleno mês em que se comemora o Dia do Animal de Estimação, um novo projeto de responsabilidade social, a Plataforma de Adoção Animal Amigame.

Petição | Vamos proibir os testes em animais

A Body Shop e a Cruelty Free International lançaram a nível mundial a Campanha “Vamos proibir os testes em animais”, colocando online uma petição.