EUA | Assassino de gatos preso por 16 anos

Nos EUA, um homem de San Jose foi sentenciado a 16 anos de prisão pela morte de 21 gatos e abuso sexual de um gato morto, um resultado agridoce para aqueles cujos animais começaram a desaparecer há cerca de 2 anos.

Robert Roy Farmer, de 26 anos, foi preso em outubro de 2015, pelos crimes que chocaram a comunidade de Cambrian Park, local onde a maioria dos gatos foram sequestrados.

Esta bizarra saga teve início em setembro de 2015 quando os gatos começaram a desaparecer misteriosamente na vizinhança de Cambrian Park. Espalharam-se histórias entre vizinhos sobre um homem visto a tentar colocar dois gatos dentro de uma mochila. Um dos gatos conseguiu escapar e foi tratado por um médico veterinário a uma “dentada, mas que não era a dentada de um animal, e a um ferimento ensanguentado na cabeça”, disse David Stine, residente em Cambrian.

Apareceram vários gatos mortos. Até que as imagens da câmara de vigilância de Miriam Petrova mostraram um homem jovem a agarrar um gato laranja tabby de 17 anos, chamado GoGo, no alpendre da frente da sua casa. Os vizinhos ajudaram a polícia de San Jose a identificar Farmer como o homem do vídeo, mas GoGo nunca foi encontrado.

59862312

Farmer foi encontrado na manhã de 8 de outubro de 2015 num parque de estacionamento. Estava a dormir dentro do seu carro com um gato morto. Pedaços de pele e sangue cobriam o interior do veículo, no qual a polícia também encontrou umas luvas e uma faca de caça.

O caso teve uma reviravolta chocante quando o relatório da necropsia identificou sinais de abuso sexual na gata laranja tabby encontrada no interior do carro.

A juíza ordenou ainda que Farmer não pode ter contacto com gatos nos 10 anos seguintes a sair da prisão e tem de se manter afastado da zona de Cambrian Park.

Fonte: The Mercury News

 

 

Artigos relacionados

Reino Unido | Resgate de 30 cães que viviam em condições deploráveis

Vencedora da competição de Flyball na Crufts 2014, proibida de ter cães para o resto da vida, após apreensão de 30 cães, 2 gatos e 2 papagaios que viviam presos em espaços muito pequenos e sem condições.

EUA | 84 cães Dogue Alemão resgatados de Puppy Mill

Os 84 cães da raça Dogue Alemão viviam em condições deploráveis numa mansão, usada como puppy mill, em New Hampshire, nos EUA. A proprietária foi detida com duas acusações por negligência.

Web Summit: Microsoft aplica Inteligência Artificial para identificar espécies animais

A Microsoft garante ter equipamentos para identificar todas as espécies animais do planeta em menos de 500 anos, o período estimado com recurso à tecnologia existente até agora.