“Estrelas do Oceano” assaltam o SEA LIFE Porto

“Estrelas do Oceano” assaltam o SEA LIFE Porto

Para dizer “adeus” às férias da melhor forma, o aquário do Porto preparou várias surpresas muito divertidas.

Não pode perder o programa que a SEA LIFE Porto preparou, onde o mês de setembro será dedicado às “Estrelas do Oceano” no aquário do Porto.

Ao longo das quatro semanas estarão em destaque algumas das criaturas mais interessantes do reino animal, como os cavalos-marinhos, a tartaruga serpentina, o polvo, a raia Uge-Americana e também o casal marinho mais emblemático da animação: o peixe-palhaço e o peixe-cirurgião-patela, mais conhecidos por Nemo e Dory.

Para além das inúmeras aprendizagens que poderão fazer, os miúdos (e graúdos) poderão também participar em sessões de alimentação.

Às segundas, quartas e sextas, às 15h30, podem assistir à alimentação dos cavalos-marinhos, conhecidos pela reprodução fora do comum – são os machos que transportam os bebés durante o período de gestação.

Às quintas e domingos, pelas 11h30, é a vez de se alimentar a Tartaruga Serpentina, conhecida pela sua boca em forma de bico que lhe facilita e ajuda o momento de alimentação.

Às terças e sábados, também às 11h30, é o inteligente Polvo Paulo quem tem direito a um pequeno-almoço com companhia especial.

Para mais informações, consulte AQUI.

Artigos relacionados

Espanha | Três pessoas detidas por maus-tratos a ninhada de nove cachorros

Três pessoas foram detidas pela Guarda Civil da região de Murcia, em Espanha, devido a maus-tratos a uma ninhada de cachorros, de raça Labrador Retriever.

Animais sobreviventes em Mossul recebem ajuda de veterinários voluntários

Um leão e um urso, os únicos sobreviventes dos confrontos no Jardim Zoológico de Mossul, no Iraque, receberam ajuda médica da equipa voluntária de veterinários For Paws.

PAN de Aveiro acusa câmara de discriminar donos de animais em habitações sociais

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) acusou hoje a Câmara Municipal de Aveiro de discriminar munícipes ao “notificar e multar detentores de animais considerados potencialmente perigosos” que residam em habitações sociais.