Escócia | Mulher deixa dois cães morrer e fica proibida de ter animais durante 20 anos

Escócia | Mulher deixa dois cães morrer e fica proibida de ter animais durante 20 anos

Uma mulher foi proibida de ter animais durante 20 anos e ainda condenada a trabalho comunitário na sequência de ter deixado oito cães numa carrinha, expostos a temperaturas de cerca de 40 graus, enquanto estava num encontro de negócios, em Glasgow, na Escócia. Dois dos animais, Milly e Cody, não resistiram e acabaram mesmo por morrer.

A cuidadora profissional de animais, Helen Campbell, de 59 anos, alegou em tribunal que “perdeu a noção do tempo”. A cuidadora, inicialmente, mentiu aos donos, dizendo que os cães fugiram e foram encontrados mortos. Porém, mais tarde acabou por admitir que os abandonou no veículo sem quaisquer condições.

O tribunal de Glasgow declarou que Helen Campbell infringiu a Lei de Saúde e Bem-Estar Animal e impôs 116 horas de serviço comunitário, proibindo-a de ficar com animais nos próximos 20 anos.

Artigos relacionados

Campanha de Sensibilização para a Preservação dos Animais

Ascendi lança campanha de sensibilização para a importância da preservação da fauna autóctone transmontana.

Suécia | Jardim Zoológico admite ter matado nove crias de leão nos últimos seis anos

Bo Kjellson, responsável do zoo, disse que as crias não se integraram no grupo de leões e apresentavam “elevada agressividade”.

SEA LIFE Porto está de Garras Armadas

Se acha que os Mares Assombrados do SEA LIFE Porto já são assustadores, o aquário acrescenta uma novidade mesmo a tempo do Halloween: a exposição Garras Armadas 2.0 que dá a conhecer os exosqueletos das criaturas marinhas.