E que tal experimentar fazer Ioga com o seu Cão?

Hoje em dia, há muitas pessoas a praticarem Ioga, mas há um novo conceito que está a ganhar cada vez mais adeptos neste mundo: o Doga.

Os benefícios da prática de Ioga são já muito conhecidos: trabalha o corpo e a mente de forma interligada, reduz os níveis de stress, ajuda a manter o equilíbrio, e a melhorar a postura corporal.

Com cada vez mais adeptos, esta modalidade ganhou agora um novo conceito: o Doga.

O Doga (ou Dog Yoga, em inglês), criado em 2012 por Mahny Djahanguiri, é “a união sagrada entre cão e dono”, segundo o website oficial do programa, e consiste em aulas de Ioga para os donos e para os cães.

Para além fortalecer o vínculo que tem com o seu cão, pode também melhorar a postura corporal de ambos e o comportamento do cão que “tem permissão para se portar mal, pois acreditamos que o Doga funcionará muito bem para dono e cão”. Ao libertar todo o stress e tensão acumulados, estará a ajudar o seu cão, que absorve todos esses comportamentos, deixando-o mais seguro e confiante.

Para experimentar uma destas aulas só precisa de ter uma mente aberta, uma boa dose de sentido de humor e saber controlar a respiração.

Os benefícios? Aumenta a esperança média de vida; diminui a pressão arterial; baixa a frequência cardíaca; equilibra a mente; equilibra o sono e a digestão e diminui a ansiedade e depressão.

Por enquanto a prática ainda não está disponível no nosso país, o mais perto será no Reino Unido, no estúdio Pomona’s.

Para saber mais informações, pode sempre consultar o website e fazer “figas” para que chegue rápido a Portugal.

Artigos relacionados

Relatório sobre o Estado das Aves no Mundo revela preocupação

A biodiversidade está em declínio por todo o planeta. Uma em cada oito espécies de aves em todo o mundo estão ameaçadas de extinção. Esta é uma das conclusões do relatório “O Estado das Aves no mundo”.

Vantagens de ter um Seguro para o seu Animal

Há seguros de responsabilidade civil, requisito apenas obrigatório para detentores de alguns cães, e seguros de saúde, que devem ser vistos como uma poupança de dinheiro e uma mais-valia para o bem-estar dos nossos companheiros.

Pessoas não adotam alguns cães abandonados porque não são giros para o Instagram

Os cães que não estão “na moda” nas redes sociais, mantêm-se abandonados nos canis, enquanto que há lista de espera para adotar certas raças. O Instagram está a influenciar a adoção de cães, segundo um estudo no Reino Unido.