Como cortar as unhas ao gato?

Como cortar as unhas ao gato?

Com exceção dos gatos que vão à rua, aos quais as unhas não devem ser cortadas, nos gatos de casa pode ser necessário cortar as unhas não só para evitar arranhões excessivos aquando das brincadeiras, mas porque, por vezes, as unhas “enrolam” e cravam-se na almofadinha plantar.

Se possível habitue o gato a cortar as unhas desde bebé. Logo a seguir recompense o gato com um biscoito ou uma brincadeira.

Para cortar as unhas adquira um corta-unhas de boa qualidade. Pode optar, consoante o temperamento do seu gato, por cortar apenas algumas unhas de cada vez para não “forçar” muito o gato. Como sabe os gatos têm um certo limite de paciência que nós não devemos pisar!

Embrulhe o gato numa manta do mesmo modo que se faz para dar um comprimido. À vez, tire uma pata deste “rolinho gato-manta”. Fazendo pressão no dedo de modo a que a unha saia, corte a ponta da unha. Se a unha é transparente é fácil perceber até onde pode cortar, caso contrário corte apenas as pontinhas.

Caso, por lapso, tenha cortado excessivamente a unha e esta comece a sangrar, não entre em pânico. Faça uma boa pressão na unha durante pelo menos 1 minuto. Desinfete com poliviodona ou clorexidina. Na maioria das situações é suficiente. Se a hemorragia não estancar pode ser necessário fazer um penso e nesse caso aconselho a que procure ajuda.

A propósito de unhas lembre-se de ter vários arranhadores pela casa, horizontais e verticais, de corda e de cartão, quanto mais o gato os usar menos as unhas terão que ser cortadas. Existem gatos aos quais não é necessário cortar as unhas.

Por: Maria João Dinis da Fonseca, Médica Veterinária
Artigo gentilmente cedido pelo Hospital do Gato

Leia o artigo completo na edição de ABRIL da revista “Cães & Companhia”.

Artigos relacionados

Guinness World Records 2017

Foram revelados em Londres, a 8 de setembro, alguns dos recordes do Guinness World Records 2017. Partilhamos aqueles que incluem recordes com animais!

Conheça a história de Sally e do seu colete salva-vidas que a ajuda a nadar!

Saiba com a vida de Sally, um peixinho vermelho de 23 anos, mudou quando o namorado da sua dona lhe fez um colete salva-vidas. Veja o vídeo!

Dicas | Escolher um Hotel Canino e/ou Felino

Se o nosso cão ou gato não nos acompanhar, existem algumas soluções a ponderar, as mais frequentes são deixá-lo num hotel, deixá-lo em casa aos cuidados de um serviço de pet sitting ou em casa de um amigo ou familiar.