Cão morre enquanto viajava no porão de um avião da TAP

Num voo entre Madrid e Porto, que dura cerca de 1h15, um Bouledogue Francês morreu, enquanto viajava no porão de um avião da TAP.

A denúncia, feita por Milton Costa, o dono do animal, quando viu o estado em que se encontrava o seu cão. No seu Facebook, Milton mostra-se indignado, dizendo “quando fui recolher o meu cão do avião, parecia que tinha sido transportado dentro de um forno. Estava a arder e morreu asfixiado de tanto calor”. Milton acompanha o texto com uma fotografia do seu cão, que não aconselhamos as pessoas mais sensíveis a verem.

Quando se aperceberam da situação, foi chamado um médico veterinário que pronunciou o óbito, no local.

Segundo o NIT, a TAP já reagiu, e defende-se dizendo que estavam reunidas todas as condições para o transporte. Desde que cumpram todas as normas de higiene e segurança, os animais que pesem menos de 8 kg podem viajar com o passageiro na cabine, e os que têm acima de 8 kg e máximo de 32 kg, devem ir no porão, numa transportadora própria.

Consulte AQUI as condições de transporte de animais pela TAP.

 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS:
»
EUA | Cão morre durante voo dentro do compartimento de bagagem

Artigos relacionados

Inês Sousa Real renuncia ao cargo de provedora dos Animais de Lisboa

Inês Sousa Real exerce o cargo desde novembro de 2014 de forma não remunerada por não haver meios disponibilizados pela Câmara Municipal.

Compra & venda de animais

No dia 5 de junho entrou plenamente em vigor a Lei que regula a compra e venda de animais de companhia em estabelecimentos comerciais e através da Internet e que proíbe a venda de animais selvagens online.