ÂNIMAS irá realizar sessões de Intervenções Assistidas por Animais

30% dos novos pedidos de Cães de Assistência destinam-se a crianças Portadoras do Espectro do Autismo (PEA), fruto de muitas notícias que relatam melhorias das crianças ao conviverem com os cães devidamente educados e certificados.

Como tal, a ÂNIMAS irá realizar sessões de Intervenções Assistidas por Animais, por uma Dupla Certificada, para avaliar se a criança beneficia com a presença do cão.

A Professora Liliana de Sousa, Presidente da ÂNIMAS, refere que estes pedidos são feitos com base numa esperança de que o quadro clínico da criança melhore no futuro, sendo que a criança não nos diz para o que precisa do cão. Os pais, com toda a legitimidade, querem algo que possa melhorar a qualidade de vida do filho e da família.

A educação de um cão de assistência tem uma duração longa e acarreta um investimento por parte da ÂNIMAS em cerca de 20.000€. “Entregar-se, gratuitamente, um cão de assistência a uma família e ao fim de uns meses verificar-se que não há melhorias, é um risco real e está-se a coibir outra família de beneficiar. Temos de ter a consciência que nem todas as crianças PEA beneficiam com a presença de um cão”, explica.

Assim, sem qualquer custo para as famílias, a ÂNIMAS irá realizar sessões de Intervenções Assistidas por Animais, por uma Dupla Certificada, constituída por um psicólogo e um cão, que entre o período de seleção da família e a fase de acoplamento irá avaliar se há benefício em ser atribuído o cão.

Caso não haja, a família terá essa consciência e, certamente, não quererão algo que em nada beneficia o filho. Havendo benefício, a família já se foi habituando ao contacto com um cão, averiguou-se melhor quais as reais necessidades da criança, e todos saberemos que estamos a contribuir para o aumento da felicidade da família.

Abílio Leite, Instrutor de Cães de Assistência, e que neste momento tem a seu cargo um cão que se destina a uma criança PEA refere que “estes jovens são diferentes uns dos outros, não há um igual e o cão poderá ajudar a desbloquear emoções, a integrar no seio dos colegas da escola, a permitir que a família possa deslocar-se aos mais diversos locais sem problemas, a evitar comportamentos de fuga, a eliminar as estereotipias que possam ter e a normalizar o sono. As crianças passam a adormecer mais rapidamente e a ter um sono seguido”.

A ÂNIMAS é uma entidade certificada pela Assistance Dogs Europe e divulgada pelo Instituto Nacional para a Reabilitação.

www.animasportugal.org
www.facebook.com/associacaoAnimas

Artigos relacionados

Londres disponibilizou o primeiro autocarro turístico do mundo para cães

A iniciativa decorreu esta semana para quem quis oferecer ao seu animal de quatro patas um passeio cultural na capital inglesa.

Terminal de aeroporto para animais já abriu em Nova Iorque

O novo terminal de aeroporto só para animais, o The Ark, já está em pleno funcionamento desde janeiro, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Tartaruga-de-couro apanhada em rede na Costa de Caparica já foi libertada

A tartaruga-de-couro gigante que havia sido apanhada nas redes de uma embarcação de pesca de arte xávega, na Costa de Caparica, foi libertada esta segunda-feira, 3 de julho.